terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Prosperidade é sempre bênção de Deus?


“O povo de Israel é como uma parreira cheia de uvas. Quanto mais ricos ficaram, mais altares construíram; e, quanto mais a nação progredia, mais colunas do deus baal foram levantadas.” (Oséias 10. 1)
Vivemos numa época de “apologia à prosperidade”. Através da televisão, rádio, livros, jornais, enfim em todos os meios de comunicação, a “prosperidade” é cantada em verso e prosa e aqueles que não conseguem sucesso por meio das receitas que lhes são ministradas, sentem um profundo sentimento de frustração.

Pelo texto acima, vemos que nem sempre a prosperidade de bens significa que Deus está abençoando. Se na vida de uma pessoa a abundância de riquezas deste mundo, como: Contas bancárias “gordas”, inúmeros cartões de crédito, dinheiro em bancos no exterior, automóveis, iates, jóias sofisticadas, casas de campo e praia e tantas outras coisas. Se apenas isso fosse sinal de bençãos de Deus para uma pessoa, milhões de ímpios “abonados”, seriam os grandes abençoados por Deus. Mas, não é assim! Israel vivia um período de extrema idolatria, adultério espiritual e apostasia, no entanto havia abundância de bens. A repugnância de Deus pelos pecados foi tão grande que chegou a dizer a Israel: ...não os amarei mais...(Oséias 9.15).

A ordem de Deus para a verdadeira prosperidade é: Primeiro espiritual, segundo familiar e depois profissional. Busquemos de todo o nosso coração a prosperidade espiritual, andando em obediência a soberana Palavra de Deus.

Busquemos de toda a nossa alma a prosperidade familiar, para que o nome de Jesus seja engrandecido através das nossas vidas. E quando vier a prosperidade profissional, digamos: Senhor, tu me abençoaste para que eu seja uma benção no teu Reino.

PARA REFLETIR: Estou dando bons resultados na vida espiritual, familiar e profissional?
Graça e Paz!!!!

5 comentários:

Osmar Mesquita disse...

Cara esse é um otimo assunto..
pois nem udo que és prosperidade, quer dizer que foi uma benção.
parabens bom blog...



http://bombadigital.blogspot.com/

v.carlos disse...

É verdade, o único motivo de sermos abençoados nessa área é para podermos abençoar +!


abração amigo
fica na Graça

Pablo Ramada disse...

Olá Renato!

Obrigado pela visita.

Prosperidade é o assunto das multidões, quem não quer? Pena que sempre ligam isso a dinheiro ou sucesso profissional. ainda bem que vc está consciente.

Abraços

Wagner Santos disse...

É isso aí! Não podemos confundir libertinagem com liberdade. Muitas vezes a prosperidade que nos traria liberdade nos trás dificuldades. É o segurança que não nos larga o pé, é a fama que chega, são as drogas e várias outras coisas.
Prosperidade é boa, desde que de forma comedida, e nunca, nunca se esquecendo do principal: "Buscai em primeiro lugar o reino de Deus".
Parabéns pelo texto. Fique com Deus.

Priscilla disse...

Renato, não entendi uma coisa. Aonde você encontrou essa ordem na prosperidade que é abençoada por Deus?

Quem é próspero, é próspero, e dinheiro, família, profissão não tem absolutamente nada a ver com isso. Vida é só uma, e se você não serve a Deus não é próspero, ainda que seja rico e tenha uma família maravilhosa. Deus faz o sol nascer sobre os justos e os ímpios, mas o que Ele quer é ter um relacionamento conosco e nos tornar parecidos com Jesus. Isso é prosperidade!

A paz!

http://beadisciple.wordpress.com

Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido. Efésios 5:33